Excesso de limpeza pode fazer mal.

Publicado: 1 fevereiro, 2011 por Romolo em curiosidades, Noticias, Opinião
Tags:, , , , , , , , ,

Hoje em dia, uma nova febre tomou conta de muitas pessoas, o uso excessivo de sabonetes anti-bactérias e/ou o uso de alcool gel. Com a onda que tivemos a dois anos atrás do H1N1 isso agravou tais manias e a mídia em geral alerdou demais isso.

Tivemos em 2010 um efeito colateral do excesso de limpeza, somado a uso exagerado de anti-bióticos, sem prescrição, que foi a maior incidência de casos de super-bactérias.

Mas o que Super Bactérias tem a ver com isso, você deve se perguntar, bem nossa pele, nosso ambiente, nosso ar, tudo que nos envolve é cercado de bactérias, que e sua maioria não fazem mal a ninguém e mesmo assim matamos todos os dias e todas as horas mais e mais germes inofensivos. O que acontece é a lei do mais forte, o que sobrevive tem mais espaço, mais recurso, mais ar, mais tudo para se multiplicar, pois antes ele não tinha espaço e recursos (como pele morta por exemplo) .

É comum vermos propagandas dizendo que mata 99% dos germes.. bem saiba que a maioria dos que morrem são aqueles inofensivos, um germe, virús ou bacteria para te fazer mal, precisa ser forte, pois ela precisa entrar no organismo  conseguir ser mais forte que a proteção natural e seu sistema imunológico. Logo excesso de limpeza, pode manter em seu ambiente só e somente as bactérias que são danosas a seu organismo.

Além disso muitas bactérias inofensivas ajudam na síntese de vitaminas e no funcionamento do intestino, por exemplo. É claro que os cuidados básicos com higiene são necessários, não estamos sendo contra,  mas nada explica essa paranoia de usar tantos produtos que cada vez mais tomam o mercado.

Ainda cito um trecho interessante da matéria da Folha :

“A ideia do que é limpo e do que é sujo é construída socialmente. Na nossa cultura, tudo que não é esterilizado é sujo e causa doença.”

Isso é incentivado, segundo ela, pelo medo coletivo. “As situações de risco são ampliadas pela publicidade, e as pessoas ficam com a ideia de que podem se contaminar a qualquer momento.”

Triclosan

O maior alerta fica por conta do triclosan ou tricarban, que esta presente em muitos sabonetes e bactericidas,e muitos cientistas dizem que eles podem selecionar bactérias resistentes, contribuindo para o surgimento de superbactérias.

Muitos defendem que, germicidas devem ser usados só em situações específicas: em hospitais e na manipulação profissional de alimentos e lixo.

A polêmica vai longe. Semana passada, um grupo da Universidade do Arizona, nos EUA, depois de realizar estudos com os compostos químicos, declarou que não têm eficácia e não se degradam facilmente no ambiente.

Para limpar sujeira, sabão e aguá tem muita eficiência, em alguns casos o uso de álcool é necessário, mas existe um alerta que o excesso de germicidas pode fazer mal… e não acreditem na desculpa que o produto “X” mata só bacterias que fazem mal e preservam a que faz bem… qualquer um com mínimo de estudo sabe que isso não acontece.

Veja mais no site da Folha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s